VOZES DAS ALAGOAS | Fundação Casa de Jorge Amado

Notícias

VOZES DAS ALAGOAS

Convite - AVOZEDITA 01.11.2017

CHICO DE ASSIS E JOSÉ INÁCIO VIEIRA DE MELO,
VOZES DAS ALAGOAS NA FUNDAÇÃO CASA DE JORGE AMADO

Numa iniciativa inovadora, o Projeto A Voz Edita apresentará uma noite cultural com os artistas alagoanos Chico de Assis e José Inácio Vieira de Melo. O evento acontecerá na próxima quarta-feira (01/11), às 20 horas, no Café-Teatro Zélia Gattai, na Fundação Casa de Jorge Amado, no Pelourinho. Entrada gratuita. A coordenação é do poeta José Inácio Vieira de Melo.

A Voz Edita: Vozes das Alagoas será dividido em duas partes. No primeiro momento, o ator Chico de Assis apresentará o recital “Guerreiros de Jorge”, com poemas de Jorge de Lima, um dos nomes mais emblemáticos da poesia de língua portuguesa.

Na segunda parte, o poeta José Inácio Vieira de Melo lançará seu novo livro “Entre a estrada e a estrela”, que acaba de ser publicado pela Mórula, editora do Rio Janeiro. Durante o evento, Chico de Assis, José Inácio e as poetas baianas Jovina Souza e Rita Santana farão um breve recital com poemas do livro que terá seção de autógrafos.

Chico de Assis é ator. Natural de Maceió, Alagoas, atuou nas novelas “Irmãos Coragem”, “Deus nos Acuda” e “Velho Chico”. Além de diversas minisséries, como “Memorial de Maria Moura”, “Agosto” e “Menino de Engenho”. No cinema participou de “Memórias do cárcere”, “Deus é Brasileiro” e “Espelho D´água”. Tem uma profunda ligação com a poesia brasileira, sobretudo com a obra de Jorge de Lima, poeta alagoano autor de “Invenção de Orfeu”, considerado pela crítica especializada como um dos livros mais importantes de poesia da língua portuguesa.

José Inácio Vieira de Melo, alagoano radicado na Bahia, é poeta, jornalista e produtor cultural. Publicou oito livros de poemas, dentre eles livros “Pedra Só” (2012) e “Sete” (2015), com o qual venceu o Prêmio Quem, da editora Globo, na categoria Melhor autor. Publicou também as antologias “50 poemas escolhidos pelo autor” (2011) e “O galope de Ulisses” (2014). Participa de várias antologias no Brasil e no exterior. Coordenador e curador de vários eventos literários, como a Praça de Poesia e Cordel, na 9ª, 10ª e 11ª Bienal do Livro da Bahia (2009, 2011, 2013), em Salvador, o Cabaré Literário, na I Feira Literária Ler Amado, em Ilhéus (2012) e a Flipelô – Festa Literária Internacional do Pelourinho (2017), em Salvador, assim como os projetos Poesia na Boca da Noite (2004 a 2007), em Salvador, Travessia das Palavras (2009 e 2010), em Jequié, e Uma Prosa Sobre Versos (desde 2007), na cidade de Maracás, no Vale do Jiquiriçá. Tem poemas traduzidos para os seguintes idiomas: alemão, árabe, espanhol, finlandês, francês, inglês e italiano.

“Entre a estrada e a estrela” é o oitavo livro de José Inácio Vieira de Melo. Está dividido em duas seções, “O mundo foi feito pra gente andar” e “Na esteira do infinito”, que na verdade são dois longos poemas, cada um dividido em 21 partes. Na primeira parte, José Inácio trilha os caminhos do planeta terra, se mistura à poeira das estradas e singra os mares e anda sobre as águas E suas referências afloram desde Bob Dylan até Jesus Cristo e poeta espanhol Antonio Machado. A segunda parte, “Na esteira do infinito”, é o menino, o homem, o poeta catingueiro contemplando o céu na noite imensa do Sertão, sentado à beira de uma fogueira, a sentir as dimensões estéticas que o Cosmo proporciona, levando e elevando o pensamento até onde a estrela não vai, entre uma canção agalopada de Zé Ramalho e uma toada rascante que ecoa na voz de Raimundo Fagner.

O livro tem duas capas diferentes, ilustradas por Felipe Stefani. As fotografias internas são de Ricardo Prado. Conta ainda com apresentação do cantor e compositor carioca Thiago Amud, do poeta paraense Vicente Franz Cecim e do escritor cearense Carlos Emílio Corrêa Lima, que afirma “José Inácio Vieira de Melo chega, ainda a tempo, com sua cavalgada matemática poética de alturas e condensaudações arquitetas. Lança versos de chamas vermelhas no espaço. Versos quentes, versos em brasa, de ferreiro invisível do espaço. Escreve na pedra a vida narrativa de todas as constelações que ele vê abertas, num grande prisma de almas, seres e vocalizações siderais escorrendo em trilha-rio caligráfico. José Inácio Viera de Melo ao poemar está forjando uma estrela.”

Outras Notícias

  • 02/10/2017

    VOZES DO AMAPÁ

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *


    *

  • 22/08/2017

    Números da FLIPELÔ – Festa Literária Internacional do Pelourinho

    Realizada entre os dias 09 e 13 de agosto de 2017 a FLIPELÔ – Festa Literária Internacional do Pelourinho contou com a valiosa contribuição de patrocinadores, apoiadores e do grande público que participou ativamente de toda a programação. Abaixo seguem … Read More

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *


    *

  • 21/03/2017

    CONVITE

    No dia 22/03, às 19:00 horas, a Beluna promoverá mais uma edição do “Leituras Pretas” com o tema: Jorge Amado – tradição e resistência do sagrado ao profano! Todos estão convidados para este evento que, além de abordar a obra … Read More

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *


    *

  • 21/03/2017

    DOAÇÃO DE LIVROS

    Objetivando incentivar o hábito da leitura, a disseminação da arte da literatura, a FCJA realiza doação de livros para instituições, salas de leitura, bibliotecas e universidades. Caso tenha interesse em receber livros, fale conosco através do e-mail: fundacao@jorgeamado.org.br

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *


    *



Contact Us

Carregando

Sponsors and Supporters

  • Fomento à Cultura - Fundo de Cultura Secretaria de Cultura - governo da Bahia Ministério da Cultura
Tickets
R$ 5,00 (under 5 free)
Wednesday admission is free for all.
Largo do Pelourinho | Salvador - Bahia
TEL (55 71) 3321 0070
Operation
Mon-Fri 10am to 18pm
Sat. 10am to 16h
Cuidado com ❤ pela Potelo.com.br